.comment-link {margin-left:.6em;}

terça-feira, maio 31, 2005

O Tempo e o Cheiro

A minha melhor amiga morreu há 14 meses e meio. Isto não tem nada de invulgar ou extraordinário. A morte chega a todos, e é só a consequência natural e certa da vida, tanto para os humanos como para os gatos. Minhauuuuuuu.... Entristeceu-me, não pensem que os gatos não têm sentimentos. Hoje, dói-me como ontem, como no ano anterior.
Falo-vos nisto porque hoje encontrei o cobertorzinho dela, onde ela se deitava sempre. Sim, nós, gatos domésticos, temos quase sempre uma manta de eleição. Não sei porque subsiste este inútil objecto depois da morte da minha amiga. O facto é que está ainda aqui. E - coisa inexplicável - tem ainda o cheiro dela! minhauuuuu... Quase nem acreditei, mas é verdade! O cheiro da Magui prevalece nas suas coisas, muito tempo depois da sua morte.
Como é tão estranho tudo isto. Quase pensei que a Magui estava aqui outra vez. Como é possível que o cobertor malvado me pregue esta indecente partida? FFFFFFFFF!
:( :( :(

domingo, maio 29, 2005

Conversas que a Gata Preta ouve # 3

- Então, para ti, o que é sexy?
- Sexy... é atraente.
- ok. Nesse caso, um gelado pode ser sexy.
- Não, que tolice! Quer dizer, bom talvez... Depende. Mas sexy, sexy é mais cerejas.
- Cerejas? Tá bem. Falemos de pessoas. O vizinho é sexy?
- Este daqui do lado? Estás na brinca? Tem cara de anjinho, modos de puto certinho... Nem pensar!!!
- Bom, então sexy é diferente de anjinho e de muito certinho.
- Claro, mas totalmente! Um gajo de gravata tira-te logo a pica!Não é nada interessante... Não há nada a descobrir de diferente.
- Percebi. Mas "interessante" e "diferente" foi o que disseste também sobre aquele livro do Kafka que andaste a ler a semana passada.
- Hey, vamos com calma... Kafka não é sexy. Não estamos a falar de livros. Não se mistura sexo com livros.
- Julgava que não estávamos a falar de sexo...
- Não?
- Não. Sexy não tem nada a ver. Sexy é uma atitude, uma promessa de qualquer coisa que provavelmente nem nunca vai chegar a acontecer... Sexy é o não-óbvio.
- Aí é que estará a graça?
- Não sei... Julgava que não querias que pensássemos muito... ;)
-Pois. Vamos comer um gelado.
- Não. Cerejas. Antes cerejas. :)

quarta-feira, maio 25, 2005

Estranhas Tradições # 3, O Casamento

Mas porque é que estes humanos decidem todos casar? Ok, não todos, mas grande parte não resiste, mesmo os renitentes (e falo pelo exemplo cá de casa...) . Felizmente, os meus "donos" tiveram o bom senso de casarem mesmo cá em casa, sem cerimónia religiosa (e quem iria celebrar, e onde e o quê? MINHAUUUFFFF) e sem posterior festança ao jeito medieval para duzentos convivas que comem como alarves e bebem até à inconsciência, lembrando-se depois do que fizeram através de filmes caseiros que funcionam como provas do crime... MINhaUUUUFFFF!!!!
As preparações para o famoso CASAMENTO são, no entanto, o pior...
O vestido da noiva. Após mil provas, a noiva (baixa e mediterrânica, sofrendo por ter de cortar a meio um vestido que lhe fica como um balão inchado!) lá escolhe um, que não é o que ela quer mas é o que ela acha que lhe fica melhor... O noivo, por sua vez, enfia-se como pode num fato que tanto lhe serve para casamento como para funeral - haverá alguma semelhança???
Depois, a noiva lá escolhe as flores a combinar ( e o penteado, e a maquilhagem, e estou a tirar daqui do caminho a famosa lingerie de noiva que tem muito que se lhe diga. É um mundo incomparável de corpetes e meiinhas e o diabo em cuecas! ) ... E quem faz o ramo? O ramo, ahn, a importância de um bouquet que ela vai desprezar após meia hora e atirar para trás das costas!!!
As alianças... Fininha para ela ("não há alianças tão pequeninas assim, menina, é preciso cortar, que dedinhos tem a menina e vai casar tão jovem?") e enorme para ele ("também é difícil uma aliança tão grossa, que desproporção! e querem gravadas? Ai, que nome tão original! É estrangeiro? Pois, logo vi!") . Dois dias depois: "Perdeste as alianças? TU perdeste as alianças???" ... Enfim... Afinal, escondi-as eu, claro está. LOL ;)
O bolo. Mesmo sem festa é preciso um bolo. A música. O que vale é que há músicos na família e ficou tudo dentro de portas. O fotógrafo, "para mais tarde recordar."As tradições de cada um a serem respeitadas, na celebração. UFFFFFFFFF!
Dizer a quem convém que saiba. "Pai, telefonei para dizer que vou casar." "AHN???"
Marcar um sítio para a noite de núpcias. E que interessa isso? Qualquer sítio sem mais ninguém serve, realmente, como os gatos no escuro.
Eu, honestamente, nunca hei-de perceber... para que casam??? Era tão mais simples viver toda a vida como eu, sem cerimónias formais, sem nome de casada (como seria ? MINHAUUUUFFF) , vivendo por instinto e por afecto. Afinal, eles vivem assim mesmo e fazem essa assinatura e papelada porque dá um jeitão para lidar com as burocracias...
Mas que dá um trabalhão, dá... MINHAUUUUFFFF. E ainda há doidos que querem passar por isto mais do que uma vez???

segunda-feira, maio 23, 2005

Solidariedade inter espécimes


oh não!!! meti a pata na poça!!! Posted by Hello

Companheiros Felinos de Grande Porte:

A minha "dona" é do Benfica, ah poizé, e aposto que nem saberá dizer o porquê de tamanha paixonite por um clube. Parece-me que é o sabor de união familiar, popular, o quente de tudo isso, à mistura com o vermelho, a agitação e a "mística" (diz ela... Coitada! Onde encontra ela mística nisto? Só mesmo de um humano, ansioso por retirar a materialidade das coisas e envolvê-las num celofane bonitinho de transcendente... )

Bom, mas eu, Pug Gata Preta, partilho da vossa angústia desonrosa, leões. É miserável um animal ver-se agora achincalhado em jornais, revistas e blablabla,, quando nem tem NADA a ver com isto!!! Os dragões vá lá que não vá, porque esses sacanas NÃO EXISTEM. Sim, são fantasias puras e cruas, o que lhes dá muito jeito - "Eu?? Mas há provas?? Não fui eu, carago!!! "

Mas porque é que os humanos escolhem animais para, simbolicamente, representarem a sua força desportiva? Não é nada justo da parte desses cobardes bípedes porem-nos como escudo... Porque quando aparece a derrota lá estamos não é... " O LEÃO não rugiu!". Gostava de ver um cabeçalho a dizer "A ÁGUIA voou mais alto!" mas ainda não encontrei nenhum...

Enfim... Companheiros felinos, estendo-vos a pata. Isto tudo só prova que sem os animais, os humanos não vão a lado nenhum. MINHAUUU FFFFFFFFFFFF!!!!

domingo, maio 22, 2005

Estranhas Brincadeiras...


. Posted by Hello

Roubei (sim, nós Gatas, roubamos assumidamente, e depois?) esta imagem do tasca da cultura . MINHAUUFFFF! Tá tão lindo, dá a ideia de que os cães e os gatos até podem brincar juntos, todos amiguinhos e tal - o molosso branco até pode ter mais força, mas a gatinha tapa-lhe os olhinhos com uma malícia e uma perícia que só visto (NÃO visto, no caso do cão, claro!...)

Para além da minha mensagem de paz aos canídeos - as garras são retrácteis, lembrem-se, e até acho graça à vossa língua ocasionalmente, seus lambuzões ... MINHAUUU FFFF... Vou deixar aqui a ideia que o tasca da cultura faz desta imagem:

" aiiii uffff sai de cima de mim, estás a fazer mal!
uffarf arf os donos estavam assim há bocadinho arff
eu digo-te que é assim!aii hufff não é assim! huuffff "



Pois, amigo, mal sabes tu como é verdade... Quero dizer, aposto que todos os humanos com animais de estimação já deram por isso: o gato, o cão, o papagaio e até a sonsa da tartaruga e do peixinho vermelho ficam em transe quando os "donos" fazem amor.

Sim, ficamos logo em estado de alerta. Nós, gatos, naturalmente preguiçosos até à espinal medula ou ansiosos de liberdade, naqueles momentos NÃO DESGRUDAMOS. Não senhor. Íamos lá agora perder a sessão de cinema gratuita... No way.
Os piores (ou melhores, na minha perspectiva felina e astuta) de nós chegam ao atrevimento de saltar para a cama (ou para onde for... Sim, o caso é muito mais fácil se decidirem invadir o nosso território, tipo o chão ou o sofá).
Se, por acaso, estávamos a dormitar, acordamos logo. Se não estávamos naquela divisão, dirigimo-nos logo para lá, sorrateiramente. Pessoalmente, a minha atitude preferida, é sentar-me quietinha a olhar para eles, com grandes olhos abertos. É um completo chill-out se calha repararem em mim! MINHAUUUU FFFF ;)

E casa onde há gatos e cães... maior a rebaldaria! O gato puxa o lençol com a patinha, o cão ladra,... Unimo-nos ao sentir as feromonas.
Por falar nisso, chama-me o gato do vizinho. Afinal, nesta vida duríssima de trabalho árduo, uma pessoa tem direito a divertir-se... MINHAUUU FFFF!!!!

sábado, maio 21, 2005

Provérbio Felino Doméstico

Salmão não é sardinha... mas também tem espinha!

To Joshua


joshua trees park (about.com) Posted by Hello

Yes, yes, you are right. MEOWWWWWW FFFFFFF! I'm also "your " cat; therefore, I should make an effort to speak your language at least some of the time... ;) I know I'm not the best sheila - meowwwing and craving for tuna and not a single purrrr - when there's a lot of mice to be caught. Consider I'm the only cat aboard this ship. All the other mates took off and left me with a wing - wong... Where's the goose? ;)

No worries! :)

I'm so glad people named trees after you. That way, when you're not here, I can scratch them, and still pretend it's you... MEOWWWW ! :)

quinta-feira, maio 19, 2005

Conversas que a Gata Preta ouve...#2


Fotos na net Posted by Hello

- Hum, que é isso?
- É um blog.
- Um blog?! Ai, isso é que é um blog? Deixa lá ver... Já tinha ouvido falar. E de quem é esse blog?
- É meu. Quer dizer... não é meu. É da Pug. São as opiniões da Gata sobre o mundo.
- ??? Diz lá outra vez, filha, que não percebi bem...
- Eu só escrevo no computador, percebes? Mas o blog é dela. São as opiniões da Gata.
- Ah, filha. Ainda bem! Porque se fosse teu, mandava-te já lavar a loiça. Só quem tem falta de trabalho é que se mete a fazer blogs...
- !!!

MINHAUUUU FFFFFFFFFFF

terça-feira, maio 17, 2005

Os Gatos

"Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, e fez o crítico à semelhança do gato.
Ao crítico deu ele, a graça ondulosa e o assopro, o ronrom e a garra, a língua espinhosa e a calinerie. Fê-lo nervoso e ágil, reflectido e preguiçoso; artista até ao requinte, sarcasta até à tortura, e para os amigos bom rapaz, desconfiado para os indiferentes, e terrível com agressores e adversários (...)
Amigo de fazer jongleries com a primeira bola de papel que alguém lhe atire, ou seja um poema, ou seja um tratado, ou seja um código. Paciente em aguardar, manso e apagado, com um ar de mistério, horas e horas, a sortida dum rato pelos interstícios dum tapume, e pelando-se, uma vez caçada a presa, por fazer de agonia dela uma distracção; ora enrolando-a como um cigarro, entre as patinhas de veludo; ora fingindo que lhe concede a liberdade, e atirando-a ao ar, recebendo-a entre os dentes, roçando-se por ela e moendo-a, até a deixar num picado ou num frangalho.
Desde que o nosso tempo englobou os homens em três categorias de brutos, o burro, o cão e o gato - isto é o animal de trabalho, o animal de ataque e o animal de humor e fantasia - porque não escolheremos nós o travesti do último? É o que se quadra mais ao nosso tipo, e aquele que melhor nos livrará da escravidão do asno, e das dentadas famintas do cachorro ..."

Fialho de Almeida, Meus Senhores Aqui Estão - Os Gatos

(como boa Gata que sou, roubei este texto ao Almocreve das Petas ) Eh eh eh! Também eles já o tinham roubado ao Fialho... Ladrão que rouba ladrão... Isto lembra-me as mil e uma noites... MINHAUUUU FFFF !!!!

segunda-feira, maio 16, 2005

As Perguntas dos Putos# 2


fotos na net Posted by Hello
- Os vampiros mordem as pessoas com aqueles dentões grandes, né?
- É.
- E sobrevivem assim?
- Pois.
- Mas a avó quando ficou velhinha ficou sem dentes...
- A avó estava longe de ser um vampiro...
- Epá, também não percebes nada! O que eu estou a dizer é que, coitados dos vampiros, quando ficam velhinhos, também devem ficar sem dentes...
- É provável.
- E depois como mordem?
- Não sei...
- E depois, morrem de fome!!! Coitados dos vampiros...
- Ouve... As crianças não gostam de vampiros, geralmente... Os vampiros são maus!!! (careta desajeitada por parte da minha "dona", sem paciência, a trabalhar no feriado)... Não queres falar de fadas, duendes, e assim?
- As fadas não têm problemas de fome. Eu estou preocupado com os vampiros, quando ficam velhos.

Eu, Gata Preta, prevejo um brilhante futuro social e activista para este rapaz!...

sábado, maio 14, 2005

Modos de Ver

"A primeira coisa que reparava numa mulher era no pâncreas" diz o NCS no post Vocação Médica .

Eu, Pug, Gata Preta, interrogo-me: será isso a que os humanos chamam beleza interior ?

Post da Caiê

Lamento muito ter de fazer uma intrusão no blog da Pug - pedi-lhe licença ;) obrigada, meu monte de pêlos, prometo tão cedo não tornar a isto, dou-te uma lata de atum em vez das pellets do Modelo, rom-rom... - , mas como a Mariana me convidou a mim e não à Gata Preta, tenho mesmo de ser eu a responder.

Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?

Livro não, caderno. Caiê é o meu diminutivo, dado pelo meu irmão em bebé, quando aprendeu a falar, mas foneticamente é igual a cahier, caderno em francês. Je vais écrire sur toi. ;)

Já alguma vez ficaste apanhadinho por um personagem de ficção?

Sim, eu própria os ficcionalizo dentro desta minha cabecinha... :) Mea culpa. Depois, caio na real. Nesse extraordinário momento epifânico, LOL, pode dar-se uma das seguintes hipóteses: ou desligo – no hard feelings... – ou continuo apanhada pelo personagem real (menos comum, mas mais saboroso...)

Qual foi o último livro que compraste?

Demian, de Herman Hesse. É um homem que não teme dizer as coisas. “ Com o tempo, ver-se-á, renovaremos o mundo. Dentro de nós, contudo, temos de renová-lo, dia após dia, ou não seremos nada.” (este livro foi para mim)

Comprei Ética para um Jovem, Savater. "Evita o que te encerra e o que te enterra", porque gostei quando era teen e quis oferecê-lo agora... ;)

Qual foi o último livro que leste?

Por prazer: reli Os irmãos Karamazov, Dostoievski. Escrever assim, arrepia. Da maneira como ele fala das grandes questões que nos atormentam, tenho a sensação, a cada linha, que me acordam, e me insuflam ar. ;)
Escritas mornas são detestáveis!... Volto muito a esse livro. Volto sempre a esse livro.

E ainda Point Counterpoint, Aldous Huxley - sublimes referências musicais que poucos escritores conseguem fazer; aquela maneira de explicar como se pode ser infiel em pensamento sem o ser fisicamente, a todo o passo. Muito interessante.

Que livros estás a ler?

Lamento dizer que a obrigação laboral é muito forte no momento. Tenho de ler tanto para o trabalho que não posso dedicar-me a leituras por amor. Sim, porque se leio por prazer, fico transportada e depois o trabalho vai ao ar.
Então, por “obrigação” laboral: Vitorino Nemésio à Luz do Verbo, José Martins Garcia (pela enésima vez, mas há que tentar perceber aquele João...Não hei-de morrer sem o perceber ) e O mandarim assassinado de Coimbra Martins, sobre essa obra de Eça.
Mais o estudo comparativo da imigração na UE... Conta? LOL ... e a Gramática, contará?? :) :)

Cinco livros que levarias para uma ilha deserta?

Para uma ilha deserta, levava um skipper e um barco, não levava livros. “Ah, e como é que ela passava o tempo?”. A natureza nunca nos desaponta – a ilha a descobrir e o skipper ... Ah poizé. ;)
Como segunda hipótese, levava a Lâmpada do Aladino...

Bom, livros...
muito difícil.

1.The hitchiker’s guide to the galaxy, Douglas Adams. Sem dúvida excelente para viajar - “All you need is a towel”... - e para rir como louca- "last message of GOD to Mankind: "We apologize for the inconvenience!". Um presente quando fui para Amsterdam estudar, de um homem que tem (ainda, espero que for a very long time!) a divinal paciência de me aturar;

2. Mau tempo no Canal pra eu me lembrar de casa. Bate uma saudade às vezes, como diz um amigo. Mesmo que a ilha fosse grega ou italiana... eu teria saudades, sim... ;)

3. Um livro que eu cuidadosamente faria antes de sair de casa. Com recortes da poesia de Rilke (tudo é tão longe e foi há tanto tempo) , Pessoa, Eugénio de Andrade, Frost (two roads diverged in a wood), Thoreau, (I went to the woods...) Whitman, Baudelaire (Chanson d'aprés midi), Yeats, Dickinson, Bronte, Meirelles, Sophia...
excelente pra ler ao skipper quando ele fosse caçando e orçando a vela... à bolina navega-se bem com a poesia de Sophia... ;

4. Talvez levasse O Principezinho de Exupery. Combina bem com a ilha, a inocência primordial e o desespero final.

5. Um livro em branco pra eu escrever. Essencial.

AH! O meu avô dir-me-ia (se ainda fosse vivo) "Rapariga, leva O Manual de Navegação à Vela, porque uma mulher tem de saber desenrascar-se sozinha! Não é ficar só sentada à espera do barco do inglês... " O melhor conselho que já recebi! ...

Três pessoas a quem vais passar o testemunho e porquê.

Sou uma outsider nisto dos blogs. Os meus amigos da netlândia são, na verdade, amigos da PUG. Ah ah ah! ;)
pelo que optei por mandar a alguém a quem eu já tenha visto os belos olhos e que não tenha feito este questionário... grande quebra - cabeças... O meu presente envenenado para:
- a elbravinha, companheira de outras andanças bloguistícas;)
- o helder, old chum, um homem bem-disposto é um tesouro!;
- o marco, porque um sr da produção da rêtêpê também lê! - esta rima é tal e qual certos novos livros de poesia que se publicam agora... enfim...

quinta-feira, maio 12, 2005

Conversas que a Gata Preta ouve...


. Posted by Hello

- Ela é tal e qual um anjo! ...
- Os anjos não têm sexo.
- Ah, sim ? E tu já estiveste com algum?
- Não...
- Já sentiste algum?
- ...
- Já viste algum, ao menos?
- Não, mas é vox populi. Toda a gente sabe que os anjos não têm sexo.
- Julguei que te orgulhavas de pensar pela tua própria cabeça e que te baseavas sempre na tua própria experiência. E agora vens-me com um lugar-comum desses? Batido por outros?
- :) Merda!.. Não me chateies!... Estamos a falar de amor ou de filosofia?
- Querida... ;) Julguei que não gostavas dessas misturas.
- Então, cala-te.
- Cala-te tu. :)
- ok... mas os anjos não têm sexo...
- !!! ...

quarta-feira, maio 11, 2005

Aviso à Navegação

Espécimes:

quem hoje não ficar rouco de gritar pelo SCH, pode deixar de ter na ideia que depois me vem passar a mão pelo pêlo... Fui clara?

Aqueles de entre vós que não sabem o que é o SCH e em que consta a importância deste dia... Ainda se dizem residentes nos Açores? MINHAUUUUUU FFFFF!!!!!!!!!!!

;)

Uma Experiência Televisiva, o CdG visto pela Gata Preta


. Posted by Hello
Pela primeira vez, eu, Puga Gata Preta e a minha "dona" também, vimos o Choque de Gerações. Começava a sentir-me excluída porque na internet agora quase todos os sites só falam do programa, pá, uma pessoa quer falar de outras coisas e quase parece um crime não saber quem vai ao CdG e mais ainda não saber o que é! ;) ... Ou então falam de temas que advieram daí (na verdade, não, porque isto da Açorianidade já o Nemésio cunhou, decalcado do Unamuno; já o Martins Garcia discutiu se havia Literatura açoriana, e bla bla bla... ). Mas atenção: acho bem que se fale destas coisas; se não for o pai a falar da noiva, quem falará dela? Além de que estamos numa nova época... resta saber que faremos dela... :) MINHAUUUUUU FFFFFFF !!!!

Bom, mas então, vimos o CdG. Porque ouvimos dizer que o tema era imigração e isso interessa cá em casa. Pois, a imagem da nossa tv é um desastre. Isso também não interessa, porque não eram as aventuras do Garfield nem um filme do Olivier Martinez. Logo, a imagem era irrelevante.

Imigração... Eu nem queria ouvir um programa sobre o pensar (vá lá que não era sobre o saber... MINHAUUUUFFF). Eu cá acho que viver é que é importante, sem grandes divagações teóricas; mas a minha "dona" embarca nas palavras, coitada, e lá ouviu... ela tem sempre esperança que as palavras mudem o mundo com acções subsequentes.

Tenho de confessar que aquele senhor (NCS) dá gosto ouvir. Uma gata até se sente bem. Porque ele podia ser gato, se quisesse. Isto é um elogio, ó mentes perversas! Lá estão todos retorcidamente a pensar "que quer ela dizer? " Pois, só isto e mais nada. É um senhor todo relax e descontraído, com bom humor e umas frases inteligentes no momento certo. Ele nem se coibiu de falar sobre aquela questão do "pensador açoriano" que anda praí atravessando estes blogs... E fê-lo bem, apesar do desconforto que parecia pairar... Homem sem medo de se exprimir, para mais que se exprime sem agressão e com bonomia, merece uma marradinha. MINHAUUUU! ;)

E como não há bela sem senão... não gostei daquela intervenção (AM) sobre os "esquemas corporativistas de Portugal" em relação à imigração. Todos sabemos que Portugal não é pêra doce em relação aos imigrantes. A minha "dona" lida com eles todos os dias e o meu "dono" é um deles. Mas dizer que "Portugal deve aprender com um país de imigração como são os E.U.A.", para melhorar a sua política, não lembra ao Menino Jesus!!! Um pequeno exemplo flagrante. Conheço uma portuguesa que fez teatro na escola quando estudava nos E.U.A. Só lhe davam papéis de "cleaning ladies". Porquê? É óbvio! Cito o que lhe diziam os cast directors: "My dear, spanish girls play salsa dancers, and portuguese girls play cleaning ladies. What did you expect? "

Et voilá! CdG foi uma experiência interessante. Eu própria, MINHAUUUUFFFF, vou passar a coleccionar, como boa Gata ladra, os meus ódios e amores de estimação... FFFFFFFFF!!!! ;)

terça-feira, maio 10, 2005

A Liberdade dos Homens # 2

Émile Zola escreveu um conto de que eu gosto muito. Traduzido para português é O Paraíso dos Gatos. Diz muito sobre aquilo que me toca e com que vos chateio continuamente - a velha história do anseio pela Liberdade (se há palavra que merece ser escrita com maiúscula é essa!).

Gato privado de Liberdade é gato sem Vida... Pensava eu. Mas conheço uns gatinhos de lareira e sofá que dão tudo para não porem a patinha fora de casa, com medo do desconhecido.
Neste conto, um angorá acaba, precisamente, por escolher o comodismo da lareira e da comidinha a tempo, dada pela dona que o maltrata porque antes fugiu - para experimentar esse saboroso travo da vida ao ar livre, da Vida VIVA!!! MINHAUUUU!!!
Diz-nos o angorá: " A verdadeira felicidade é estar fechado em casa e ser espancado numa sala onde há carne."
FFFFFFFFF!!!

Eu, Pug Gata Preta, não podia discordar mais....
Mas deixo-vos aqui mais esta para pensarem... nas amarras e comodices vs a vida livre.

uuppss... eu disse "pensar"?? Não, que horror! MINHAUUUU. Queria dizer, viver, claro! ;)

segunda-feira, maio 09, 2005

Diferenças Culturais # 1, O Espírito Santo

Há 3 anos atrás, quando o meu "dono" chegou aos Açores, tomou conhecimento com esta extraordinária celebração insular que é o Espírito Santo.
Podia contar-vos muitas coisas, mas opto por contar esta. Ele vem de Sydney - substancialmente uma enorme cidade diferente... Imaginem, por um momento, a Opera House, a Harbour Bridge, Darling Harbour, Circular Quay, Kings Cross... bla bla bla...

Então, este homem acorda de manhã com os foguetes estrondosos do Espírito Santo e acorda a minha "dona" em agitação (atenção, na altura, ele ainda não falava português...):
-Hey!!! Someone got shot!
E desata a correr prá janela, achando estranho que em ilha tão pacífica o pessoal andasse aí com fortes armas de fogo! E, visto que os "tiros" continuavam, ele decidiu que tínhamos de nos proteger.
- No, it's fireworks - explica a minha "dona", meia estremunhada.
- Fireworks???

Bom, agora já está habituado. Mas, este ano, ele trabalha com um irlandês, recém-chegado aqui... e é muito engraçado, porque, a cada foguete, o nosso irlandês amigo dá um salto!
- Blimey! Sounds like gunshots....

domingo, maio 08, 2005

Tristes Realidades


Bugger off! ... Posted by Hello

É possível sobreviver sem aqueles que considerávamos fundamentais.

Respira-se e pronto.

sexta-feira, maio 06, 2005

Maio ou a Primavera da Gata Preta


. Posted by Hello
Estou in love. Não se riam. Qual é a graça? As gatas também sofrem destas coisas. E isto não tem graça nenhuma! MINHAUUUFFFFF... Eu antes era uma gata de pensamento livre, miava sem agruras e ronronava sem sobressaltos. Agora, espero por ele... aflijo-me porque ele não vem. Como uma tola, fico feliz quando ele vem - o que é mais raro do que frequente. :( Qualquer coisa que venha dele me é grata. O que não faz parte dele, sabe a dias de chuva e a sardinhas bafientas... Ele é um gato rafeiro e parece-me, tal qual, o gato da pub da Whiskas quando vira o pescoço e faz um passo elástico. Estou perdida! até troco os miados... como um desenho animado. Fico ansiosa antes dele, tonta com ele, exausta depois...
Tudo isto teria algum valor... teria, se este olhar que ele me faz à despedida fosse promissor. Mas não vale nada. Este olhar de pãozinho molhado em molho de atum é só para que eu fique à espera dele... Ah, MINHAUUUUUFFFF, este bandido sabe muito mais que eu. Pois sabe. Eu seria bem mais feliz se fosse burrinha e não o percebesse...
Mas, esperem... sempre sou Gata. Esta fúria (ou encantamento, diria eu, se fosse romântica!) natural vai passar-me...
Será o gato que me deixa ou eu que deixo de pensar no gato, quando ele ainda me morde o pescoço? ...

personality type... alguém acredita nisto??



Your #1 Match: INFP


The Idealist
You are creative with a great imagination, living in your own inner world.Open minded and accepting, you strive for harmony in your important relationships.It takes a long time for people to get to know you. You are hesitant to let people get close.But once you care for someone, you do everything you can to help them grow and develop.
You would make an excellent writer, psychologist, or artist.

quinta-feira, maio 05, 2005

Estranhas celebrações # 3, Yom Hashoah


Credit Photo: Yad Vashem Posted by Hello

Este ano calhou a 5 de Maio. Convém explicar que estes humanos cá de casa têm 3 calendários pendurados na parede, porque têm mais do que uma religião, mais do que uma nacionalidade, etc, etc... (De fusos horários, nem vos digo, os telefonemas que por cá se recebem às 5 da manhã, como se fosse natural... Adiante! Se fossem todos gatos, era mais fácil.) Este ano, o 26 de Nisan (mês judaico) calhou neste dia. Nem sempre andam a par, estes calendários solares e lunares. Isto podia dizer-vos eu, Gata Preta, mais atenta à natureza...

Então, para os judeus, celebra-se hoje Yom Hashoah. Não percebo bem porque existe um dia para lembrar a Shoah (= o Holocausto) , quando me parece que todos o quereriam esquecer... Parece que foi há muito tempo quando aparecem aquelas imagens desfocadas nos documentários do History Channel, mas foi SÓ há 60 aninhos. Parece que foi ainda há mais porque a ideia de que D'us morreu definitivamente - ou abandonou o mundo - persiste. E noutros, pelo contrário, há uma fé extraordinária e uma enorme vontade de viver, apesar de... (ou será por causa de ???)

"Todo o mundo é uma ponte estreita
A essência de viver é não ter medo"

As Perguntas dos Putos


. Posted by Hello Foto: Nasa

Os putos têm coisas giras. Há muitos que vêm cá para casa, embora não tenhamos nenhum residente. É fixe, porque assim tenho a atenção toda e os mimos todos e MINHAUUU... toda a preguiça de sábado de manhã, enroscada na almofada dos "donos" é minha... Por outro lado, não posso pôr as culpas dos sofás rasgados em ninguém! Que chatice! ... Às vezes, não me importaria de dividir o pacote de leite com um miúdo berrão se pudesse também dividir uns castigos por um bom par de unhadas naquela poltrona azul... ou umas bolachas escondidas debaixo da cama até ficarem a cheirar a mofo... FFFFFFFFFF! ;)

O filho da vizinha passa muito tempo aqui. É um tipo porreiro, está a aprender as palavras dificeis e tal. Se fossem só Minhauuuuu FFFF, já não havia destes dilemas! Tentei dizer-lhe isto, mas ele não é muito expressivo em MIAUS... Azar o dele.

Estávamos a ver TV os dois (eu gosto bastante, porque não temos uma boa ligação e a imagem passa toda distorcida, excelente para gatos!), quando passaram umas imagens de um lançamento de um foguetão. O Filipe grita para a minha "dona", ocupada a fazer um bolo:
- O que é um foguetão???
Ela explicou. Para mais, como é profe, gosta de explicar. E gosta de falar com as mãos (saltava farinha e chocolate em pó para as paredes e azulejos e poltrona azul).
O Filipe olhava para a tv (uma imagem assim, mais ou menos...). E diz, no fim:
- Já percebi. Um foguetão é um supositório grande.

terça-feira, maio 03, 2005


Posted by Hello

A Visita do "Papá"

Vai por aqui uma grande agitação... vamos ter uma visita em breve! MINHAUUUFFFF! ...
Os de entre vós que não são filhos de artistas (estimo que a percentagem rondará os 80%) não sabem o difícil que isso é. Pufff... Bom, pensem por um minuto nos artistas que conhecem e digam-me lá se gostavam de ser filhos deles... Já está? Pronto, estamos conversados.
O senhor de que falamos é músico. É um tipo brilhante e inspirado, ok, e as filhas dizem-no à frente de qualquer troglodita que insulte o trabalho dele (baixem as canetas armadas, psicológos, não se trate de complexo de inferioridade nem de uma Electra deslocada! MINHAUUUFFF... Estes humanos arranjam cada nome estapafúrdio para coisas simples...) . Mas é um homem, essencialmente, COMUM. Quero dizer, não tem nada de extraordinário, ahn?
Os amigos das filhas acham sempre porreiro isto do pai ser um artista: "Oh, fenomenal, o teu pai! Adorei ouvi-lo!"
É complicado na lógica humana, mas tenho de dizer que este senhor e respectivos amigos (todos artistas idem e venerados idem) são gente vulgar - fazem barulho a lavar os dentes, arrotam, gritam e insultam-se, tendo, porém, o bom senso de nunca fazer nada disto em público... São, ocasionalmente, pedantes, mesquinhos e egocêntricos. E geniais, também. Caso fosse humana, preferia ser sua amiga do que ser sua filha - seria mais fácil, porque a parte genial sobressaía em grande e quase nunca teria de aturar a outra.
Parece-me que os artistas têm dificuldade em ter crias - são um bocado alheados e percebe-se porquê: têm muitos admiradores e perdem-se por ali... Ou, então, entram em reclusão voluntária e vivem para o mundo das Ideias.
Hey, atenção!... ;) Falo dos artistas- Artistas! Não se toquem os pseudo-artistas que tiveram a pachorra de ler isto até ao fim...

domingo, maio 01, 2005

Marradinhas # 1, Campeões Regionais


. Posted by Hello
O rapaz de "Viver é desenhar sem borracha", mano da "dona"- vide não sei quantos posts atrás para descortinar um pouco da mente reservado-brilhante-toma-lá-e-vê-se-te-calas cá de casa - merece hoje umas doces marradinhas da Gata Preta. MIIINHAUUU !!! Sim, e estendo-as a todas as pernas desta equipa do SCH, todos meus amiguinhos... :) Deveria antes dizer a todas as mãos, já que eles jogam andebol.
Parabéns !!!
Vitória é aquela Deusa Alada ;) Levantem vôo, este ano, outra vez, no nacional.

ps- Obrigada, Gabodes, pela foto! :) A "dona" tá toda orgulhosa.

Carta à Minha Mãe


. Posted by Hello

Mãe Gata:
Eu sei que os gatos frequentemente se esquecem dos filhotes e estes mais ainda dos pais. Como são parecidos com os humanos! Não sei se estás mais presente agora ou quando aqui estavas... O que sei é que, agora, ninguém me pega pelo pescoço com a boca e me levanta no ar. Tenho eu de me tirar deste saco de plástico sozinha. Mio e mio, e falta aqui sempre a luz, como no velho caixote. Que pena os gatos não serem, por uma vez, escorpiões!... Podíamos dar a volta e morder a cabeça antes de fecharem o saco.
Seria, também, mais fácil, Mãe Gata, se os gatos tivessem um céu e acreditassem em anjinhos e asinhas, em vez de serem enterrados no quintal, e serem comidos pelos vermes. Dava jeito ser humana hoje. *** *** *

Estranhos Conceitos # 2, A Fé

Aqui por casa, há mais do que uma fé. Falo de religiões. E também há quem não tenha nenhuma. Já sei, até eu, a Gata, já percebi... a Fé não necessita de explicações - ou existe ou então não existe, e o resto são tretas e conversas de sobremesa onde não se chega a conclusão nenhuma. Cada qual puxa a brasa à sua sardinha (eu preferia puxá-la ao atum...MINHAUUUU!!!)

Mais importante do que ter ou não ter, ou da fé que se tem, é a atitude ética perante a vida, parece-me. O direito de todos a uma vida livre e justa. De todos - incluo aqui os cães também, apesar de não poder ver o Rex nem aos Sábados (meu dia preferido, desde sempre). Afinal, todos os seres vivos merecem respeito.

O direito à alegria, também. As pessoas andam muito maldispostas, geralmente, sempre pesadonas e mal-encaradas... A vida pode não ser uma maravilha mas é, ainda assim, uma celebração e um milagre (e isto não é retórica).

Não percebo bem porque é que a religião é encarada como uma coisa tão transcendente... Se D'us está em todo o lado, então está também em cada um. Pelo menos, um bocadinho. Nesse caso, tudo o que é a favor do Ser é a favor de D'us.

Miiinnhhaauuu... estas coisas da celebração da Vida dão uma soneira! Até amanhã! ;)